terça-feira, 9 de julho de 2013

O existencialismo é um humanismo.

“Em primeira instância, o homem existe, encontra a si mesmo, surge no mundo e só posteriormente se define. O homem, tal como o existencialista o concebe, só não é passível de uma definição porque, de início, não é nada: só posteriormente será alguma coisa e será aquilo que ele fizer de si mesmo.” 

Jean-Paul Sartre.

A primeira vez que li Sartre, eu tinha 17 anos, e a partir daí passei a ler tudo o que podia. Principalmente as peças teatrais, mas também os ensaios filosóficos. Ele guiou meus pensamentos e transformou meu modo de ver o mundo.

(Por isso, o nome desse blog "Ser-para-si", que é como se defini a consciência humana no existencialismo.)
Postar um comentário